www.MAGUEIJA.com | Magueija / Fórum

Caro utilizador, para poder ver todos os tópicos e fotos disponíveis do Magueija/Fórum terá de se registar. Até já...

Autor Tópico: Vindimas  (Lida 8030 vezes)

0 Membros e 2 Visitantes estão a ver este tópico.

Offline Malmequer

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 1579
Re:Vindimas
« Responder #45 em: Junho 29, 2012, 02:55:06 pm »
As uvas lá virão a seu tempo.
Precisam de ser acadimadas!

Offline Trevo

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 4248
Re:Vindimas
« Responder #46 em: Setembro 12, 2012, 03:42:05 pm »
Tempo de vindimar!
Trabalhar no Douro foi sempre um recurso para as gentes de Magueija.
Nos anos 50 e 60, do século passado, os Magueinjenses encontravam no Douro uma forma de ganhar mais uns "cobres".
Na vindima, acarretar as uvas em cestos de vime, era um trabalho árduo.
O Britiande ainda se lembra de os sentir passar à sua porta, bem de madrugada?
Conte-nos o que lhe aprouver.
« Última modificação: Setembro 12, 2012, 03:44:20 pm por Trevo »

Offline Trevo

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 4248
Re:Vindimas
« Responder #47 em: Setembro 12, 2012, 03:43:42 pm »
Agora as uvas vão no balde...

Offline Orquídea

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 2586
Re:Vindimas
« Responder #48 em: Setembro 14, 2012, 05:31:57 pm »
Olá Trevo!

Já me apercebi que este tema relacionado com o Douro a fascina!
Tem toda a razão, pois a beleza das paisagens que esta região encerra assim como os vinhos ali produzidos são ímpares. Não foi por mero acaso que lhe foi atribuído o estatuto de Património Mundial da Humanidade.
Setembro já vai a meio e é precisamente neste mês que o Douro celebra, anualmente, o ritual das vindimas.
Trabalho árduo mas que tem vindo a sofrer grandes alterações ao longo dos tempos tornando-o menos penoso.
Como bem diz, muitos foram os magueijenses que, outrora, tomaram parte nesta tarefa, em condições bem precárias para ganharem o pão para o dia a dia.
Quem visitar o Douro nesta época, sentirá, certamente, o aroma da uva que reclama participar num dos melhores vinhos de mesa do mundo-o vinho de Douro- e no inigualável e mais apreciado néctar - o vinho do Porto.

Bom fim de semana.
Um beijinho  
 

« Última modificação: Setembro 14, 2012, 05:33:16 pm por Orquídea »

Offline 008

  • Utilizador participativo
  • ****
  • Mensagens: 433
Re:Vindimas
« Responder #49 em: Setembro 14, 2012, 06:36:20 pm »
Lá vai o tempo em que eu acartava muitos cestos através de uma troucha na cabeça.
Havia quintas na zona do Douro onde de cem em cem metros havia um pouso para descansarmos  :)... Na foto que vi faltava a cachiça (bengala) para segurar o cesto ( em vez de o agarrarmos pela mão).

Abraços

Offline 117

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 5583
Re:Vindimas
« Responder #50 em: Setembro 15, 2012, 02:16:22 pm »

Passados os Remédios, acaba-se a arranca e aproximam-se as vindimas.
Era preciso saber fazer a trouxa e desenrascar a Cachiça, como aqui recordou o amigo 008.
Ele não diz quantas boroas levava para uma quinzena fora de casa.
Nos dias de hoje parece surreal: as quintas não forneciam pão aos membros das rogas? Ficar-se-iam pelo caldo e pela sardinha moída?
Valiam-lhes as uvas que comiam até fartar,
Este cesto já constitui uma relíquia, tal como aquele trabalho duro e muito mal pago ...
« Última modificação: Setembro 15, 2012, 02:29:13 pm por 117 »

Offline 117

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 5583
Re:Vindimas
« Responder #51 em: Setembro 28, 2012, 10:39:03 am »

Quem procura ... sempre alcança.
Vasculhei e encontrei.
Eis o jovem amigo 008, ao tempo em que fazia pousas de 100 em 100 metros, com o enorme cesto vindimo e a inseparável CACHIÇA!

Offline Trevo

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 4248
Re:Vindimas
« Responder #52 em: Setembro 28, 2012, 04:22:59 pm »

Expliquem-me,  a cachiça era um tipo de cambito?
Como é que segurava o cesto?
Nunca ouvi tal nome. Só mesmo o 008 e 0 117!

Offline Pretarouca

  • Colaborador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 2397
Re:Vindimas
« Responder #53 em: Setembro 28, 2012, 09:58:32 pm »
Amiga Trevo, ouvi muitas vezes o nome Cachiça.
Era uma alcunha.

Na verdade também não sei o que siginfica.

Ao tempo desta foto o trabalho na vinha devia ser muito duro!!!
No entanto grandes rogas de homens e mulheres rumavam ao Douro para ganharem uns escudos.

Este ano apesar dos 30€ dia, com comida e dormida, foi difícil encontrar quem quisesse fazer o trabalho.

É a crise :'(


« Última modificação: Setembro 28, 2012, 10:03:42 pm por Pretarouca »

Offline 117

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 5583
Re:Vindimas
« Responder #54 em: Setembro 29, 2012, 05:07:27 pm »

O cansaço não impede a ida à caserna para mudar a fatiota.
Com a concertina a chamar toda a gente para o terreiro, são os pares mais jovens que abrem a função!
« Última modificação: Setembro 29, 2012, 05:16:13 pm por 117 »

Offline 117

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 5583
Re:Vindimas
« Responder #55 em: Agosto 03, 2014, 03:56:05 pm »

Antes da VINDIMA DAS UVAS, chega a Vindima da flor de sabugueiro.
Tarouca, Lamego e Moimenta da Beira ostentam os maiores campos de sabugueiros.
Bonitos na primavera, generosos nesta época.
A Alemanha continua a ser o grande importador deste produto, destinado a compotas, licores, tintas e outras variantes.

Em VÁRZEA DE ABRUNHAIS, concelho de Lamego, faz as honras da vasta quinta a Drª Maria Manuel Cyrne.
Num ou outro contacto pessoal, deparámos com uma simpatia fora do comum e uma cativante personalidade, nada afectada pela presença regular nas páginas das revistas cor de rosa.

O vídeo da SIC merece uma olhadela:


http://videos.sapo.pt/z9ctMjQj5Llo5KbFnBes




« Última modificação: Agosto 03, 2014, 03:59:27 pm por 117 »