www.MAGUEIJA.com | Magueija / Fórum

Caro utilizador, para poder ver todos os tópicos e fotos disponíveis do Magueija/Fórum terá de se registar. Até já...

Autor Tópico: "As Horas do Douro"  (Lida 2370 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Trevo

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 4248
"As Horas do Douro"
« em: Maio 14, 2010, 04:45:32 pm »
Antestreia, na Régua, do comentário de António Barreto e Joana Pontes.
Este comentário, faz uma apologia da mais antiga Região Demarcada do Mundo, feita de paisagens e do árduo trabalho de milhares de pessoas que ergueram os socalcos, onde ainda hoje se colhe o vinho do Porto e, mais recentemente, o vinho do Douro.
Este Douro, que muito deve, também, aos trabalhadores de Magueija, em tempos ídos.
« Última modificação: Maio 15, 2010, 01:01:59 am por Trevo »

Offline 117

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 5583
Re:"As Horas do Douro"
« Responder #1 em: Maio 15, 2010, 06:47:42 pm »
Até o Papa sobrevoou ontem o Douro, uma das grandes Maravilhas da Natureza.
Também li que vêm aí mais uns milhões para ajudar a tornar o Douro mais competitivo.
Está-se a apostar num turismo de luxo ... julgo que inacessível à grande maioria das bolsas.

Offline Tulipa

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 914
Re:"As Horas do Douro"
« Responder #2 em: Maio 15, 2010, 10:34:53 pm »
Olá amigos
Olá Trevo
Pelo que sei, ainda hoje muitas mulheres  de Magueija vão todos os dias trabalhar as quintas do Douro. Diariamente, uma carrinha vem buscá-las e trazê-las.
Um abraço

Offline Anibal

  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 870
  • Graças a Deus não nasci tripeiro.
Re:"As Horas do Douro"
« Responder #3 em: Maio 15, 2010, 11:49:39 pm »
  Eu por lá andei tambem tanto nas vindimas,escava,apanhar vides na poda das videiras andavamos por lá toda a semana ,no meu tempo a comida não valia nada outos tempos para ganhar alguns tostões.
Saudações
Aníbal.

Offline Luis

  • Utilizador frequente
  • ***
  • Mensagens: 132
Re:"As Horas do Douro"
« Responder #4 em: Maio 29, 2010, 12:49:54 am »
Outros tempos Anibal.

Conheço muitas pessoas formadas que por lá andaram também no passado, para ganhar uns trocos para estudar.
Hoje em dia, julgo que já não haja tanta dificuldade.

Abraço

Offline Clareza

  • Colaborador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 856
  • Vale mais tentar e falhar do que nunca tentar
Re:"As Horas do Douro"
« Responder #5 em: Maio 29, 2010, 01:58:15 am »
A agricultura já esta também mais mecanizada e portanto já não há tanta necessidade de mãos humanas.
Eu ouvi dizer aos meus irmãos que também andaram no Douro durante os invernos, que as instalações e a alimentação eram horríveis Havia a praga dos percevejos e também dos chatos o que nessa altura era muito difícil controlar.
Os meus irmãos saiam de casa no domingo durante a noite carregando 2 boroas de pão num saco o qual deveria dar para a semana com a ajuda dum caldo muito mal feito que era dado pelos caseiros da quinta. Regressavam no sábado com o dinheirito ganho com tanto esforço o qual entregavam completo ao meu pai. Esse dinheiro era depois usado para comprar as batatas da semente para a vessada.
O que era ainda mais humilhante era saírem a procura de trabalho e regressarem na segunda-feira com as mesmas boroas de pão com que partiram e não terem conseguido trabalho.

Offline rabeca

  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 1044
Re:"As Horas do Douro"
« Responder #6 em: Junho 02, 2010, 12:23:16 am »
Eu também fui um ano para as vindimas tinha 12 anos para comprar  um relogio que me custou duzentos e cinquenta escudos marca "cauny", nessa altura o meu pai era o rogador e lembro-me que se trabalhava muito e a alimentação era muito fraca e dormia-mos num cardenho,  onde havia cobras e lenha tudo junto, era uma autêntica miséria... tempos dificeis. Recordo-me  como todo o  processo era desencadeado desde o corte das uvas até serem levadas para o lagar.
As vindimas prolongavam-se por vários meses. Actualmente tudo se processa de uma forma mais racional, porque as videiras estão armadas em bardos baixos, mais expostas ao sol, permitindo uma melhor exposição dos cachos, sendo a colheita mais fácil e célere.
Os cestos anteriormente eram de vime o que os tornava muito pesados, eram transportados pelos homens, hoje são de plástico e são levados para a adega através de tractores. Com a evolução da tecnologia a vindima mecânica só traz vantagens, reduzindo os custos de mão-de-obra, o que em termos económicos significa uma acentuada redução dos custos.
Até já!
 ;D

Offline 117

  • Moderador
  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 5583
Re:"As Horas do Douro"
« Responder #7 em: Junho 02, 2010, 09:38:37 pm »

Outro relógio?
Só por metade do preço?
Ou o amigo 008 foi enganado ... ou a melodiosa Rabeca ficou a dever, até à vindima seguinte ...

Offline Anibal

  • Utilizador muito participativo
  • *****
  • Mensagens: 870
  • Graças a Deus não nasci tripeiro.
Re:"As Horas do Douro"
« Responder #8 em: Junho 02, 2010, 11:44:18 pm »
    Antigamente só se trabalhava para comprar relógios tanto no douro como em qualquer
lugar o importante era saber as horas para chegar a tempo e horas ao trabalho
Saudações
Aníbal.